Eventos 2015

 

2015

MP participa de ação do Pacto pela Vida

O Núcleo de Promoção da Paternidade Responsável (Nupar), o Centro de Apoio Operacional de Segurança Pública e Defesa Social (Ceosp) e o Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber), do Ministério Público estadual, participarão de um mutirão social do Programa Pacto pela Vida (PPV) no próximo sábado, dia 21, das 8h30 às 15h, na Escola Renan Baleeiro, localizada no loteamento Nogueira, bairro de Águas Claras. Promotores de Justiça e servidores do Nupar prestarão atendimentos na área cível, promovendo reconhecimentos de paternidade, acordo de alimentos, orientação jurídica e auxiliando nas questões atinentes ao registro civil. O mutirão disponibilizará diversos serviços básicos de utilidade pública e terá apresentações artísticas e culturais. O evento é uma realização do PPV em conjunto com a Superintendência de Apoio e Defesa aos Direitos Humanos, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social.

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

Central Integrada de Comunicação Social

Redatora: Maiama Cardoso MTb/BA 2335

Fonte: http://www.mpba.mp.br/visualizar.asp?cont=6552

MP participa de CPI de Crimes Cibernéticos na Câmara dos Deputados

Como parte da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Crimes Cibernéticos que vem sendo realizada em Brasília, aconteceu hoje, dia 19, uma reunião deliberativa na qual o Ministério Público do Estado da Bahia apresentou aos deputados federais o Projeto Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber). Convidado pelos deputados para abordar os crimes cibernéticos apresentados no programa Profissão Repórter, da Rede Globo de Televisão, no qual concedeu entrevista, o promotor de Justiça Fabrício Rabelo Patury, coordenador do Nucciber, falou durante 30 minutos sobre a atuação do núcleo. Além de explicar o trabalho desenvolvido pelo Nucciber na Bahia, Patury aprofundou temas como o trabalho do MP baiano na repressão aos crimes cibernéticos e a ênfase dada pela instituição na atuação preventiva com exposições em escolas e faculdades. Assuntos mais técnicos, como as modalidades de crimes, a necessidade de uma legislação mais moderna, principalmente na área penal, bem como dificuldades investigativas e probatórias, além dos desafios impostos pelo novo marco civil, também estiveram entre os assuntos debatidos. Segundo o promotor de Justiça, ao final da reunião, os deputados manifestaram interesse em manter um diálogo mais próximo com o MP baiano, considerando inclusive a possibilidade de uma consultoria em questões técnicas, bem como uma possível implantação de um projeto nacional de prevenção e capacitação nos moldes do que vem sendo desenvolvido pelo Nucciber na Bahia.

Escrito porCecom | Assessoria de Imprensa

 

Nucciber promove palestra sobre
crimes cibernéticos no Colégio Salesiano

O Ministério Público estadual, por meio do Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber), realizou na última sexta-feira, dia 2, no Colégio12095246_575877825886643_290379484316067200_o Salesiano Dom Bosco, localizado no bairro São Marcos, uma palestra sobre o uso seguro e responsável da internet para cerca de 700 alunos do ensino fundamental e médio. O objetivo do encontro foi alertar os estudantes sobre práticas criminosas na internet. As servidoras do Núcleo, Elizângela Lopes e Fernanda Veloso, falaram sobre o cyberbullying, jogos online, racismo, sextting – divulgação de fotos eróticas na internet-, sites e mensagens de e-mails com conteúdos ofensivos e destacaram que é imprescindível pensar antes da postagem de informações. Durante o evento, as palestrantes discorreram sobre a importância da capacitação para não se tornar vítima de crimes virtuais e sobre a internet das coisas, que conecta relógios inteligentes, geladeiras, carros dentre outras novidades. Também apresentaram vídeos educativos, um caso prático de investigação cibernética e outros recursos e estratégias voltadas à prevenção. O evento é mais uma ação do projeto Nucciber, coordenado pelo promotor de Justiça Fabrício Patury, que visa capacitar e orientar a sociedade para a utilização segura da internet.

Central Integrada de Comunicação Social, em 05/10/2015

Redatora: Patrícia Souza (estagiária de Jornalismo) com supervisão de Maiama Cardoso MTb/BA – 2335

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

Fonte: http://www.mpba.mp.br/visualizar.asp?cont=6443

 Nucciber realiza palestras para estudantes
do Colégio da Polícia Militar em Feira de Santana
 

12042945_575876122553480_8186323405801011074_nCom o objetivo de estimular os estudantes a refletir sobre a realidade digital, alertar sobre os limi tes da internet e auxiliar na prevenção contra atos ilícitos, o Núcleo de Crimes Cibernéticos (Nucciber) do Ministério Público estadual está realizando uma série de palestras no Colégio da Polícia Militar de Feira de Santana. Aberto ontem (28), pela promotora de Justiça Sumaya Queiroz Gomes de Oliveira, o curso tem como palestrantes as servidoras do Nucciber Elizângela Lopes e Fernanda Veloso. Realizado a convite do diretor do colégio, Tenente Coronel Augusto Magnavita, o evento, que será encerrado hoje (29), faz parte de uma estratégia de fomento da cultura da prevenção e é voltado aos alunos do ensino fundamental e médio da instituição. 12096562_575876105886815_5770330213848100922_n

 

 

Central Integrada de Comunicação Social | 29/09/2015 12:00:39

Redator: Gabriel Pinheiro  DRT/BA 2233

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

Fonte: http://www.mpba.mp.br/visualizar.asp?cont=6427

 

 MP promove palestra sobre crimes
cibernéticos no Colégio Antônio Vieira

000503O Ministério Público estadual, por meio do Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber), realizou nesta terça (14), e quarta- feira (15), no teatro do Colégio Antônio Vieira, localizado no bairro do Garcia, uma palestra sobre o uso seguro e responsável da internet. As servidoras do Núcleo, Elizângela Lopes e Fernanda Salgado, falaram sobre o cyberbullying, jogos online, racismo, sextting – divulgação de fotos eróticas na internet-, sites e mensagens de e-mails com conteúdos ofensivos, explicando conceitos e abordando as consequências destas práticas nas esferas administrativa, civil e criminal.
A palestra foi direcionada a alunos do ensino fundamental, com a finalidade de alertar e orientar os estudantes sobre práticas criminosas na internet. O evento é mais uma ação do projeto Nucciber, que visa desenvolver atividades de capacitação e orientação dos usuários de internet em escolas, órgãos públicos e privados, com prioridade estratégica no trabalho de prevenção.

Central Integrada de Comunicação Social | 15/09/2015 16:50:05

Redatora: Patrícia Souza, estagiária de Jornalismo, com supervisão de Maiama Cardoso MTb/BA 2335

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

Fonte: http://www.mpba.mp.br/visualizar.asp?cont=6394

 

 

Palestra alerta alunos da escola Severino Vieira
sobre os principais delitos cometidos na Internet

20150911_144952Estelionato, xenofobia e cyberbullying, tipo de violência praticada contra alguém através da internet ou de outras tecnologias relacionadas, foram alguns dos temas abordados durante a palestra que as servidoras do Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos do Ministério Público estadual (Nucciber), Elisângela Lopes e Fernanda Salgado, ministraram hoje, dia 11, na escola estadual Severino Vieira. “Alertamos os alunos que a vida virtual se configura na verdade como sua vida real e que a prevenção é a melhor arma contra os crimes cometidos na Internet”, afirmou Elisângela Lopes. Na ocasião, os alunos também foram alertados sobre as formas de punição para os infratores do ambiente virtual nas esferas cível, criminal e administrativa. A ação faz parte do projeto do Nucciber, que visa desenvolver atividades de capacitação e orientação dos usuários de internet em escolas, órgãos públicos e privados, com prioridade estratégica no trabalho de prevenção.

Central Integrada de Comunicação Social    |   11/09/2015 17:45:08

Redatora: Milena Miranda DRT Ba 2510

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

 

Nucciber apresenta palestra sobre uso seguro da internet para alunos da rede estadual

 

IMG_20150901_135407316O Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos do Ministério Público estadual (Nucciber) promoveu ontem, dia 1º, uma série de palestras sobre o tema ‘Uso seguro e responsável da internet’, no Colégio Estadual José Barreto de Araújo Bastos, no bairro de São Caetano, em Salvador. Alunos do ensino fundamental II, ensino médio e do cursinho Universidade para Todos, que é um programa desenvolvido pelo Govermo do Estado da Bahia, assistiram às palestras ministradas pelas servidoras do MP Fernanda Veloso Salgado e Elisângela Nogueira Lopes, que abordaram temas como cyberbulling, além de destacarem a importância dos jovens se prevenirem desses crimes e as formas de punição para os infratores nas esferas cível, criminal e administrativa. A ação, que foi desenvolvida em parceria com a Ronda Escolar da Polícia Militar do Estado da Bahia, faz parte do projeto do Nucciber que visa desenvolver atividades de capacitação e orientação dos usuários de internet em escolas, órgãos públicos e privados, com prioridade estratégica no trabalho de prevenção. “A internet se tornou cada vez mais um meio de comunicação. Milhões de utilizadores de todas as idades usam diariamente a internet e, apesar de ser um meio versátil e uma fonte inesgotável de recursos, apresenta alguns perigos associados”, destacou Elisângela Lopes. Na ocasião, mais de 700 alunos receberam informações sobre os aspectos positivos e negativos da nova sociedade digital, bem como sobre a importância de cada um deles no enfrentamento aos delitos cometidos no mundo virtual.

Central Integrada de Comunicação Social    |   02/09/2015 17:03:15

Redatora: Milena Miranda DRT Ba 2510

Fonte: http://www.mpba.mp.br/visualizar.asp?cont=6359

 

 

Também no mundo digital, as mulheres
têm sido as maiores vítimas da violência

20150828_085759

Não apenas no mundo real, mas também no virtual, as mulheres são vítimas potenciais da violência e essa questão foi discutida hoje, dia 28, durante o encontro mensal do projeto “Diálogo dos Saberes: a academia vai ao Ministério Público”. O palestrante foi o promotor de Justiça Fabrício Patury, coordenador do Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber) do MP. Também à frente da Central de Inquéritos, ele debateu com representantes de movimentos feministas, da rede de apoio, servidoras do MP, além de policiais civis e militares femininas que participam de uma capacitação da “Ronda Maria da Penha”, traçando um panorama da situação dos ilícitos cibernéticos e violência contra a mulher e constatando que muitos fatos ocorrem porque a inclusão digital não veio em conjunto com a educação digital.

20150828_095947Segundo o promotor de Justiça, que já levou a expertise do Nucciber para mais de 50 instituições como escolas e parceiros dos órgãos públicos e particulares, é necessário entender como esse tipo de crime via internet funciona e como a pessoa deve se portar perante essa realidade. Ele cita que o momento atual é marcado por uma crise de gerações. Os mais velhos detêm o conhecimento, a experiência, mas não lidam bem com as ferramentas da internet e os mais jovens são desenvoltos na utilização dessas ferramentas, mas não têm a visão necessária para se preservarem dos perigos ali oferecidos. A realidade, diz, é que tem aumentado muito o número de denúncias tratando de crimes cibernéticos, notadamente o que vem sendo chamado de vingança pornô, onde 70% das vítimas é do sexo feminino.

Defende Fabrício que essa educação digital tem que começar cedo e os pais precisam entender que o fato da criança aprender com facilidade a utilizar as ferramentas oferecidas pela internet, não significa que ela esteja preparada para entrar em contato on line com várias pessoas. Ele diz que a essência é a mesma de antes quando os pais proibiam os filhos de falarem com estranhos e não deixavam crianças pequenas sem supervisão. O promotor pontua ainda que a orientação, no que diz respeito à rua, é a mesma para o chat, pois ambientes estranhos são sempre perigosos. Da mesma forma que pais não deixam filhos pequenos se jogarem no fundo do mar, não devem deixá-los entrar no fundo do ambiente virtual, afirma.

A palestra teve abertura feita pela coordenadora do Grupo de Atuação em Defesa da Mulher (Gedem), promotora de Justiça Márcia Teixeira, idealizadora20150828_103736 do “Diálogo dos Saberes”, que objetiva a articulação da comunidade acadêmica com a sociedade civil para melhor enfrentar a violência. Fabrício Patury exibiu vídeos, falou também sobre o Marco Civil da intenet e mostrou que sendo a vítima capacitada, a lei anula o crime. No caso do crime virtual, ao contrário do mundo real, a vítima tem mais formas de se proteger de seus agressores e precisa saber como. De acordo com ele, em Salvador, 30% das ocorrências policiais envolvem crimes como violência doméstica de qualquer natureza e eles ocorrem em todas as classes sociais. O promotor considera a Lei Maria da Penha importante por ter provocado um grande movimento das denúncias às delegacias. Afirma que muitas ações penais foram instauradas, mas, passado o primeiro momento, as mulheres por uma série de motivos desistem, dificultam as provas, pedem acordo seja por pressões familiares, econômicas e culturais. Por isso, acredita que o Estado deveria oferecer mais suporte para elas.

Central Integrada de Comunicação Social 28/08/2015 16:35:20

Redatora: Anbar  MTbBA 690

Fonte: http://www.mpba.mp.br/visualizar.asp?cont=6351

 

 

Nucciber promove palestra sobre
crimes cibernéticos no Colégio Central

O Ministério Público estadual, por meio do Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber), realizou nesta segunda-feira (17), no auditório doCAM00099 Colégio Estadual Central, localizado no bairro de Nazaré, em Salvador, uma palestra sobre o uso seguro e responsável da internet. As servidoras do Núcleo, Elizângela Nogueira Lopes e Fernanda Veloso Salgado, falaram sobre o ciberbulliyng, jogos online, racismo, sextting – divulgação de fotos eróticas na internet –, sites e mensagens de e-mails com conteúdos ofensivos.

A palestra foi direcionada a alunos do ensino médio, tendo como objetivo alertar sobre práticas criminosas na internet. O evento é mais uma ação do projeto Nucciber, que visa desenvolver atividades de capacitação e orientação dos usuários de internet em escolas, órgãos públicos e privados, com prioridade estratégica no trabalho de prevenção.

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

Central Integrada de Comunicação Social 17/08/2015 16:33:19

Redatora: Patrícia Souza, estagiária de Jornalismo, com supervisão de Aline D’Eça MTb/BA – 2594

Fonte: http://mpba.mp.br/visualizar.asp?cont=6318

 

Alunos do Colégio Salesiano são alertados
sobre práticas criminosas na internet

11828740_970593696295346_273265153800155020_nO Ministério Público estadual realizou ontem, dia 10, e hoje, dia 11, palestras sobre uso seguro e responsável da internet para alunos dos ensinos médio e fundamental do Colégio Salesiano, no teatro da unidade de ensino, em Nazaré. As servidoras do Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber) Elizângela Nogueira Lopes e Fernanda Veloso Salgado falaram sobre ciberbullyng, jogos online, racismo, sexting (divulgação de fotos eróticas na internet), sites e mensagens de e-mails com conteúdos ofensivos. Elas explicaram os conceitos e abordaram as consequências destas práticas nas esferas administrativa, civil e criminal.

A palestra é mais uma ação, entre outras, do projeto Nucciber, que visa desenvolver atividades de capacitação e orientação dos usuários de internet, com prioridade estratégica no trabalho de prevenção.

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

Central Integrada de Comunicação Social 11/08/2015 16:38:34

Redator: George Brito (DRT-BA 2927)

Fonte: http://mpba.mp.br/visualizar.asp?cont=6305

Ocorreu neste sábado dia 01/08/2015 o Mutirão Social do Pacto Pela Vida na comunidade do Uruguai.

Presença do Nucciber confirmada.

20141207_025206

 

O Mutirão Social é um projeto itinerante da Câmara Setorial de Prevenção Social (CSPS) do PPV que leva informações, cultura e serviços sociais às áreas20141207_023519 da Base Comunitária de Segurança. A ação no bairro do Uruguai ocorreu no Colégio Polivalente San Diego e no Espaço Cultural  Alagados. A população contou com os serviços de órgãos estaduais, municipais e federais, empresas privadas e ong’s e artesões locais.

O Ministério Público, como integrante da CSPS, esteve presente por meio da equipe técnica do Ceosp, Nupar e Nucciber. Foram realizados os seguintes serviços: agendamento de audiência para reconhecimento de paternidade, encaminhamento para segunda via de certidões de casamento e nascimento; orientações 20141207_034941Nucciber: crimes cometidos na internet, como acessar a internet com segurança e a exibição de vídeos sobre crimes no ambiente virtual; divulgação das ações e projetos do Ministério Público e orientações diversas.

Além do Secretario Estadual de Justiça Cidadania, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social – SJCDHDS, Geraldo Reis, que coordena a CSPS, o evento também contou com a presença do Secretário Estadual de Cultura Jorge Portugal.

A apresentação artística e cultural ficou por conta do grupo de orquestra infanto- juvenil Neojibá que emocionou o público com seu repertório que foi de música clássica ao forró.

 

Fonte: http://www.mpba.mp.br/atuacao/ceosp/informes/2015/jul_01_mutirao.asp#

 

Oficina sobre crimes cibernéticos foi realizada em Juizado Criminal

O Ministério Público estadual, por meio do Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber), realizou na última sexta-feira (31), no JuizadoCAM00098 Especial Criminal (Jecrim), localizado no bairro de Itapuã, a “V Oficina de Introdução em Investigação de Crimes Cibernéticos”. A palestra foi ministrada pelo coordenador do Nucciber, o promotor Fabrício Patury, que abordou conceitos técnicos e jurídicos sobre o tema, abordando assuntos como “A nova sociedade informática e os crimes cibernéticos”, “Privacidade e Segurança”, “Crimes cibernéticos próprios e impróprios” e a necessidade de capacitação para o protagonismo criminal. O objetivo do curso foi esclarecer conceitos técnicos jurídicos para membros do MP, juízes e serventuários do Judiciário para as atividades de orientação às vítimas e investigação de crimes praticados no ambiente virtual. O promotor destacou a importância da Lei nº 12.965/2014, conhecida como o Marco Civil da Internet, ressaltando que “a educação digital deve ser inserida primeiro que a inclusão digital”.

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

Central Integrada de Comunicação Social    |   03/08/2015 17:38:03

Redatora: Patrícia Souza, estagiária de Jornalismo, com supervisão de Aline D’Eça MTb/BA – 2594

Oficina de Capacitação em Investigação de Crimes Cibernéticos acontece em Feira de Santana

Sem títuloIntegrantes do Ministério Público estadual que desenvolvem suas atividades na Promotoria de Justiça Regional de Feira de Santana participam hoje, dia 27, da “IV Oficina de Capacitação em Investigação de Crimes Cibernéticos”. O curso, que está sendo realizado na sede da Regional, objetiva esclarecer conceitos e capacitar promotores de Justiça para as atividades de orientação às vítimas e investigação de crimes praticados no ambiente virtual. Segundo o coordenador do Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber), Fabrício Patury, a previsão do MP é levar a capacitação para outras regionais. Em Feira de Santana, o evento foi aberto pela promotora de Justiça Sumaya Oliveira.

Durante o turno matutino, Fabrício Patury abordou conceitos técnicos e apresentou temas como a nova sociedade informáticaSem título1 e os crimes cibernéticos, privacidade e segurança, crimes cibernéticos próprios e impróprios e a necessidade de capacitação para o protagonismo criminal. Agora a tarde, ele capacitará os participantes do curso em procedimentos práticos e destacará a Lei nº 12.965/2014, conhecida como o Marco Civil da Internet. Aproveitando o momento, o assessor de Segurança da Informação da Diretoria de Tecnologia da Informação do MP, Iaçanã Carneiro, iniciou uma séria de apresentações que serão estendidas às demais unidades do MP destacando alguns resultados relativos ao investimento feito pela instituição em segurança da informação. Com as atuais soluções de firewall, antivírus e anti SPAM, busca-se a manutenção dos três pilares básicos da segurança da informação: disponibilidade, confidencialidade e integridade. Por meio deste investimento, aprimorou-se ainda mais os processos de detecção e mitigação de ameaças digitais, resguardando um dos principais ativos da instituição: a informação, complementou Iaçanã. Ele ressaltou que o MP da Bahia tem hoje uma política de segurança da informação publicada, e que foi um dos primeiros MPs do Brasil a ter uma área com servidor dedicado exclusivamente para este tema.

Segunda, 27 Julho 2015 20:17

Escrito por Cecom | Assessoria de Imprensa

MP realiza série de palestras sobre
crimes cibernéticos em Várzea da Roça

20150521_094041

O Ministério Público estadual, por meio do Núcleo de Crimes Cibernéticos (Nucciber), realizou ontem, 20, e hoje, 21, no município de Várzea da Roça, seis palestras sobre aspectos relacionados a atividades criminosas praticadas por meios virtuais. Realizadas no ginásio de esportes da Escola Municipal Padre João Farias, as palestras foram direcionadas a estudantes das redes estadual e municipal de ensino, jornalistas, integrantes do Conselho Tutelar e do Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e a profissionais das secretarias de Educação e de Assistência Social, entre outros convidados de Várzea da Roça e de municípios circunvizinhos, como Mairi e São José do Jacuípe. Os temas abordados consideraram especificidades de cada público. Um total estimado de mil pessoas esteve presente no auditório durante os dois dias. Na ocasião, foram distribuídas 1.150 cartilhas produzidas pelo Nucciber.

DSCN0011Para os alunos, as servidoras Elizângela Lopes e Fernanda Salgado falaram sobre ciberbullying e sextting (divulgação de fotos eróticas na Internet), explicando aos estudantes as consequências destas práticas na esfera administrativa, cível e criminal. Elas também abordaram questões sobre segurança digital e privacidade. Aos profissionais da educação e assistência social e aos conselheiros tutelares, foi ressaltada a importância dos pais e das escolas na educação digital e da necessidade de salvaguardar informações indispensáveis à denúncia. A palestra direcionada à imprensa tratou do Marco Civil da Internet, especialmente a responsabilização dos proprietários de blogs e sites. As servidoras também apresentaram aos jornalistas as atividades do Nucciber.

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

Central Integrada de Comunicação Social    |   21/05/2015 16:31:04

Redator: George Brito (DRT-BA 2927)

 Crimes cibernéticos são tema de palestra para
alunos do Colégio Sacramentinas, em Salvador

IMG_7461Cerca de 700 estudantes dos ensinos fundamental e médio do Colégio Sacramentinas, localizado no bairro do Garcia, em Salvador, foram orientados sobre os perigos dos crimes cibernéticos durante palestra realizada ontem, dia 18, pelo promotor de Justiça Fabrício Patury, coordenador do Núcleo de Investigação em Crimes Cibernéticos (Nucciber). Foram realizadas três apresentações para os alunos, com faixa etária entre 10 e 18 anos, em que o promotor falou sobre a nova sociedade informática, a importância da capacitação para não se tornar vítima de crimes virtuais e sobre a internet das coisas, que conecta relógios inteligentes, geladeiras, carros, dentre outras novidades.

“A Internet é um meio fundamental para todos nós, mas é preciso usá-la de forma responsável e com ética”, afirmou Fabrício Patury para os estudantes, alertando que é preciso sempre pensar antes da postagem de informações. Ele falou, ainda, sobre as condutas delitivas mais praticadas pelos jovens – como o sextting, cyberbullying, racismo, sites e mensagens de e-mails com conteúdos ofensivos – e destacou a responsabilidade civil, penal e administrativa destes tipos de condutas. Segundo o coordenador do Nucciber, dados de pesquisa da Unicamp revelam que 90% dos adolescentes que praticam o bullying sabem das consequências de seus atos, 46% dizem sentir satisfação com esse tipo de “brincadeira” e outros 9% adotam a prática por vingança.

IMG_7518Outra novidade abordada na palestra foi sobre o mundo dos jogos virtuais. O promotor afirmou que “jogar online não é só brincadeira de criança”, pois adultos também aderiram à prática como forma de diversão ou de trabalho, o que também despertou o interesse dos cibercriminosos, que se aproveitam para extrair benefícios da vítima, seja através de um phishing até um ataque mais aprimorado ao idealizador do jogo. Além disso, foram apresentados vídeos educativos, um caso prático de investigação cibernética e outros recursos e estratégias voltadas à prevenção.

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

 

Nucciber promove oficina sobre crimes cibernéticos08 maio 2015 - nucciber


Os atuais crimes cibernéticos e os principais desafios das pessoas e instituições para enfrentar o cyber terrorismo foram discutidos na manhã de hoje, dia 8, durante a oficina ‘Desafios da Sociedade x Evolução da Internet’, que aconteceu na sede do Ministério Público estadual, no Centro Administrativo da Bahia. A abertura do evento foi feita pelo coordenador do Núcleo de Crimes Cibernéticos (Nucciber), promotor de Justiça Fabrício Patury. “Acreditamos que a prevenção é importante, pois se o usuário estiver efetivamente capacitado, não será alvo do ilícito criminal ou civil proveniente das questões cibernéticas”, afirmou. A programação contou com as apresentações do gerente regional Norte/Nordeste da TI Safe Segurança da Informação, Leonardo Cardoso, com o tema ‘Cyber terrorismo e o atual grau de defesa – como evitar desastres civis’; do System Engineer da Codenomicon, Emanuel Almeida, com as palestras ‘AbuseSA – o risco das botnets em uma cidade e em um país’ e ‘Apps de celular e programas de computador – muito além do contratado e à revelia do consumidor’; e da advogada especialista em direito digital do escritório Magalhães e Matos, Ana Paula Moraes, com o tema ‘Direito Digital na internet e sociedade – evoluindo a cyber cultura’. O evento contou com a parceria da TI Safe Segurança da Informação e da Codenomicon, e patrocínio do Sicoob.

CapturarParticiparam da oficina promotores de Justiça, servidores e estagiários do MP, além de representantes de instituições parceiras como Fortic, Sucesu, Prodeb, Polícia Militar e Civil, Secretaria Estadual da Fazenda, Tribunal de Justiça, Coelba e Embasa, vinculados à área investigativa ou da Tecnologia da Informação. O objetivo foi discutir estratégias de atuação para evitar possíveis ataques de botnets (redes de computadores infectados por programas controlados por hackers) às instituições governamentais e privadas. Segundo a advogada Ana Paula Moraes, cerca de 22 milhões de brasileiros foram alvos dos cybercrimes. “As causas desses crimes são diversas. Para se ter ideia, 61% das pessoas utilizam redes wi-fi públicas ou inseguras e 49% usam seus próprios dispositivos pessoais para o trabalho e lazer”, destacou. Segundo dados da ONG Safernet, citados por Ana Paula Moraes na palestra, houve um aumento de 48% nos crimes cibernéticos em 2014. A oficina foi promovida pelo MP, por meio do Centro de Apoio Operacional Criminal (Caocrim), do Nucciber e do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf). TI SAFE

Crédito: HF Fotografia

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

Central Integrada de Comunicação Social    |   08/05/2015 14:54:44

Redatora: Milena Miranda Jornalista DRT Ba 2510

 

Central Integrada de Comunicação Social, 16/04/2015 15:37:15

Redator: Gabriel Pinheiro   DRT/BA 2233

Nucciber fala sobre crimes cibernéticos
para alunos de Valença e Sapeaçu

valença

Alunos da Instituição Guarda Mirim Gileade, dos colégios Gentil Paraíso Martins e Jonival Lucas, além de conselheiros tutelares e representantes da mídia local, participaram esta semana de exposições realizadas por servidores do Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber) nos municípios de Valença e Sapeaçu. Na terça-feira, 14, a coordenadora administrativa do Nucciber, Elizângela Lopes, e a assistente técnica, Fernanda Salgado, falaram para os alunos do ColégioSapeaçu5 Gentil Paraíso Martins, em Valença. Na quinta-feira, 15, o evento foi realizado em Sapeaçu e voltado aos alunos do Colégio Jonival Lucas. Após as palestras, as servidoras prestaram orientações aos conselheiros sobre como proceder diante dos crimes cibernéticos, afim de ajudar nas investigações.

Em cumprimento ao Projeto Nucciber, que integra o planejamento estratégico do MP, as palestras abordaram os temas “A nova sociedade informática e os crimes cibernéticos”, “Uso da internet com foco no cyberbullying, sexting, racismo e e-mails com conteúdo ofensivo”, “responsabilização nas esferas civil e penal”, bem como “segurança digital”. Nos encontros, que contaram também com a presença de representantes das prefeituras dos dois municípios, vereadores, conselheiros tutelares e Sapeaçu10professores, além das palestras foram realizadas reuniões para apresentar à imprensa local peças informativas relativas aos projetos realizados pelo Nucciber, com o objetivo de firmar novas parcerias e atingir outros setores da população.

 Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

 

Central Integrada de Comunicação Social, 27/03/2015 18:49:59

Redatora Anbar DRT//BA 690

Nucciber destaca segurança da informação em evento da Prodeb 

O Núcleo de Crimes Cibernéticos (Nucciber) do Ministério Público marcou presença no ‘5º Seminário Interno de Segurança da Informação’, que aconteceu hoje, dia 27, no auditório da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri). O promotor de Justiça Fabrício Patury, que coordena o núcleo, desenvolveu o tema segurança e privacidade no ambiente da internet, a convite da Prodeb. O evento foi aberto pela assessora de segurança da Prodeb, Elba Vieira.

CAM00011Estiveram presentes no seminário técnicos da Prodeb e representantes da área de TI de várias instituições públicas que participaram de amplo debate ao final da palestra de Fabrício Patury, que mostrou a importância do núcleo que coordena e lembrou que o mesmo está disponível ao público na página eletrônica do Ministério Público estadual. No espaço, a sociedade pode obter dados de acesso seguro e solicitar palestras, como a realizada hoje, pois esta é uma das ações desenvolvidas pelo Projeto Nucciber.

O promotor de Justiça abordou temas como a evolução tecnológica, a sociedade interconectada, privacidade X comodidade, privacidade e segurança, entre outros, historiando a comunicação desde os tempos remotos até os dias atuais, onde já se convive com a internet das coisas (quando objetos da casa dão avisos à distância como um lençol inteligente que pode salvar a pessoa que passar mal).Após a palestra, servidores, estagiários da Prodeb, além de convidados e colaboradores, participaram de um debate com o promotor de Justiça.

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502

 

Central Integrada de Comunicação Social, 16/03/2015 15:05:14

Redatora Milena Miranda (DRT Ba 2510)

Nucciber promove palestra sobre ética na informação para alunos do Colégio Sesi Piatã

 DSC_1872

O Ministério Público estadual, por meio do Núcleo de Crimes Cibernéticos (Nucciber), realizou entre os dias 11 e 13 desse mês, uma série de palestras sobre o tema “Ética na informação: Era digital e cyberbullying” no colégio Sesi Piatã. Estiveram presentes cerca de 1.600 estudantes, entre jovens e adultos do ensino médio. As palestras foram ministradas pelas servidoras do Nucciber Elisângela Lopes e Fernanda Veloso, que alertaram sobre os perigos da superexposição dos usuários nas redes sociais. “Também falamos sobre as consequências danosas de tais práticas, que vão desde a vergonha e o constrangimento, até o isolamento social, e, em casos extremos, o suicídio da vítima”, destacou Elisângela Lopes. Também foram abordadas as principais condutas criminosas decorrentes do cyberbullying, tais como os crimes de injúria, difamação e calúnia, além de dicas para prevenção dessa prática e a importância do uso seguro da internet.

 

Cecom/MP – Telefones: (71) 3103-0446/ 0449/ 0448/ 0499/ 6502