Clonagem de celular e roubo de senhas devem aumentar

A clonagem de celular via aplicativos tem somado cada vez mais vítimas no país. Esta modalidade de crime cibernético tem tido como alvo aplicativos de mensagens, como WhatsApp, e de bancos com autenticação vis SMS. Ao clonar o número da vítima, o criminoso pode acessar todas as ligações e mensagens que seriam endereçadas ao dono do aparelho. Essa é a brecha que ele precisa para obter senhas de bancos e conversas privadas, além de enviar mensagens a outras pessoas e se passar pela pessoa que teve o número copiado. Para evitar este tipo de golpe, o comportamento do usuário no ambiente digital torna-se fundamental.

Continuar lendo


Cuidados importantes para quem for pegar a estrada

Vai viajar nas férias? Então se liga na Ciber Dica de hoje. E lembre-se de habilitar a criptografia (cifragem) dos seus dispositivos, utilizar senhas ou padrões de bloqueio para o acesso aos dispositivos, ativar as conexões wi-fi, Bluetooth ou NFC apenas quando necessário. Evite também usar redes wi-fi públicas e tenha cuidado ao portar dispositivos com dados sigilosos em locais públicos. Fique atento ao acessar redes wi-fi e desabilite a opção de conexão automática.

Continuar lendo


Processo de adesão à Convenção de Budapeste – Nota Conjunta do Ministério das Relações Exteriores e do Ministério da Justiça e Segurança Pública

O Comitê de Ministros do Conselho da Europa convidou o Brasil a aderir à Convenção sobre Crimes Cibernéticos, também conhecida como Convenção de Budapeste, celebrada em 2001. O processo foi iniciado em julho último, quando o Governo brasileiro manifestou sua intenção de aderir ao instrumento internacional. O ingresso nesse acordo de cooperação proporcionará às autoridades […]

Continuar lendo